facebooktwitterinstagramcraceara

fone

Adm. Leonardo Macedo detalha a importância do registro de mestres e doutores

Mestres-e-doutores

O Conselho Federal de Administração aprovou, em reunião plenária realizada em abril próximo passado, o registro de profissionais graduados em cursos de tecnologia e sequenciais de campos afins e os portadores de diplomas de cursos de mestrado e doutorado em Administração. Além disso, serão contemplados, também, com o registro os Técnicos de nível médio em Administração.

 

A decisão gerou algumas polêmicas no âmbito da categoria, principalmente no que diz respeito à preocupação com a reserva de mercado inerente aos profissionais da Administração.

Por conta disso, resolvemos dispor o assunto para análise do Conselho Regional de Administração do Ceará a fim de conhecermos a opinião de cada um. Assim sendo, em reunião plenária realizada no dia 23 de junho o tema entrou em pauta e, após amplo e lúcido debate, foi aprovado por unanimidade e em absoluta conformidade com a deliberação emanada do CFA.

Antes de tudo, gostaríamos de salientar ter sido a decisão das duas instituições muito sensata porquanto a medida ensejará o ingresso de pessoas oriundas de áreas conexas e plenamente identificadas com a profissão, visto terem concluído uma graduação ou uma pós-graduação strictu senso na área de Administração.

Quanto a esse aspecto, é válido destacar que os cursos de graduação tecnológica compreendem os campos específicos de Relações Internacionais, Hotelaria, Análise de Sistemas, Tecnologia da Informação, Turismo, Comércio Exterior, Marketing e Administração Pública, cujos egressos receberão o título de Gestor em sua área de formação.

No que tange aos técnicos de ensino médio, o título a ser obtido pelos inscritos no sistema CFA/CRA é o de Técnico em Administração. Os mestres e doutores, por sua vez, serão contemplados com os títulos de Mestre em Administração e de Doutor em Administração no ato de inscrição no respectivo CRA e terão uma atuação restrita à área específica de estudo.

Verifica-se, portanto, que o título de Administrador continuará a ser privativo do bacharel em Administração, sem qualquer tipo de prejuízo para aqueles que cursaram, de forma regular, uma graduação em nosso campo específico de atuação.

A partir dessa compreensão, reconhecemos o trabalho desempenhado pelo Técnico em Administração como o elo necessário entre as funções do Administrador e aquelas exercidas pelo corpo administrativo e técnico de qualquer organização. O Tecnólogo, de sua parte, é de muita valia por conta do conhecimento especializado obtido ao longo de sua formação profissional, cuja profundidade poderá ajudar o Administrador a uma tomada de decisão mais eficaz. E os Mestres e Doutores poderão contribuir com o Administrador na formulação de pesquisas, planos, programas e projetos mediante a apresentação de sugestões capazes de aperfeiçoar os trabalhos elaborados.

Daí por que os instrumentos legais recentemente aprovados, em nossa percepção, devem ser vistos como salutares e objeto de apoio de todos nós, uma vez que trarão inequívocos benefícios para os Administradores de todo o Brasil.

Administrador Leonardo Macedo, Presidente do CRA-CE.

Registro Profissional

Saiba qual a documentação necessária para o Registro Profissional. 
Bacharéis e Tecnólogos em Administração.

Registro Corporativo

O Registro para Pessoas Jurídicas com natureza de atuação em áreas relacionadas à Administração.

icon downloads
Downloads

Aqui você encontrará os links para que possa baixar Formulários Diversos. Confira!

icon transparencia
Transparência

Acompanhe como o CRA-CE tem Administrado seus recursos.